Findes
Sesi
Senai
IEL
Ideies

Projetos

Ala Feminina

O Ala Feminina é um encontro de mulheres com interesse no tema Empreendedorismo. A proposta do evento é promover um “bate-papo entre amigas”, sempre num clima de intimidade e descontração, a fim de que todas as participantes se sintam à vontade para contar suas experiências e compartilhar suas ideias e sentimentos.

Para preservar esse clima de intimidade, o número de participantes em cada edição será de até 25 mulheres. A ideia não é fazer uma palestra no formato tradicional, que muitas vezes cria um abismo entre o palestrante (o que tem o direito a fala) e os ouvintes (apenas o direito de ouvir). No Ala Feminina, todas as participantes serão, de fato, participantes e terão total liberdade para falar, assim como acontece num encontro de amigas.

O Ala Feminina pode acontecer em qualquer lugar, não precisa necessariamente de um auditório. O número reduzido de participantes permite que o evento ocorra em um restaurante, café, salão de beleza, cerimonial, na empresa/instituição em que a palestrante trabalhe, ou até mesmo em um local completamente inusitado! Tudo vai depender da ocasião, do tema proposto para cada edição e também da nossa criatividade. O importante é manter o clima de descontração do encontro, por isso essa flexibilidade na escolha do local e a preferência por lugares que saiam da rotina.

Os temas serão os mais variados, tudo que envolve o universo feminino. Vamos falar de desafios profissionais, economia mundial e economia doméstica, de participação política, dos direitos das mulheres, de moda, beleza, relacionamentos, preconceito, filhos, saúde, família, dinheiro, hobbies, consumo, crenças, vamos falar do planeta e da nossa casa e, é claro, vamos falar de Empreendedorismo.

Objetivos do Projeto

  • Contribuir para o desenvolvimento do Empreendedorismo no ES;
  • Gerar e compartilhar conhecimento acerca do tema “Empreendedorismo”, principalmente entre as mulheres;
  • Reconhecer e homenagear o trabalho das mulheres que estão contribuindo com o desenvolvimento sustentável da nossa sociedade através de iniciativas nos diversos setores – público, privado e terceiro setor;
  • Estimular iniciativas de jovens empreendedoras;
  • Promover a integração das mulheres que se interessam pelo tema “Empreendedorismo”, ampliando a rede de contatos das participantes;

Por que um projeto para mulheres?

O objetivo de um evento só para mulheres não é fomentar nenhuma guerra dos sexos, nem promover segregação entre os gêneros.

Não queremos levantar nenhuma bandeira feminista ou qualquer outra bandeira que sirva para dividir, separar, segregar. Nosso objetivo é reunir para unir, juntar forças para promover iniciativas que nos permitam uma sociedade cada vez mais justa, onde todos tenham as mesmas oportunidades e direitos, independente de gênero, classe social, idade ou grau de escolaridade.

Não podemos negar, porém, que as mulheres constituem o gênero que mais mudanças sofreu em toda a história da humanidade.

De cuidadoras do lar e dos filhos, elas passaram a controlar grandes empresas e até países. Transformaram seus papéis sociais, ganharam mais espaço, mais voz, mais reconhecimento e mais dinheiro, por outro lado, perderam horas preciosas do seu dia, tiveram que diminuir o convívio com a família e com os amigos e também passaram a ter menos tempo para cuidar de si. Adiaram a gravidez e até decidiram por não ter filhos. Maior participação na sociedade, menor o tempo para dirigirem as próprias vidas. Mais estresse, menos saúde. Elas ganharam mais liberdade e mais independência, mas continuaram sofrendo com a ditadura da moda e da beleza. Deixaram de ser submissas, mas nem por isso passaram a sofrer menos violência. Ganharam novos papéis em todos os setores da sociedade, mas continuaram a ser cobradas pelo cuidado com o lar e com os filhos.

Afinal, nós mulheres somos ou não somos empreendedoras por natureza? Muitas mudanças já promovemos e ainda há muito o que fazer. Por isso, o Ala Feminina é dedicado a elas, a nós, mulheres que não aceitam ficar à margem, mas que querem arregaçar as mangas e promover verdadeiras mudanças na sociedade a partir de suas próprias iniciativas.

O público-alvo

Mulheres de todas as idades, que desejam ou atuam em diversos setores da sociedade – público, privado ou terceiro setor – e que tenham interesse no tema Empreendedorismo.

São mulheres independentes, atuantes e, geralmente, engajadas em alguma causa, que acreditam que suas iniciativas podem fazer a diferença e que o empreendedorismo é um dos caminhos possíveis para se promover mudanças.

Essas mulheres antenadas com os últimos acontecimentos e interessadas em tudo o que está relacionado ao universo feminino, desde moda, beleza e saúde, até participação feminina na política, inserção no mercado de trabalho, conquista e solidificação dos direitos das mulheres e repúdio à violência contra a mulher.

Enfim, querem compartilhar conhecimento e trocar experiências.

Como surgiu o projeto?

Através de uma iniciativa da Associação dos Jovens Empresários do Distrito Federal, o Ala Feminina, realizado em Brasília desde 2007, surgiu com o objetivo de mostrar o trabalho e a criatividade de mulheres empresárias e empreendedoras em diversos setores da economia.

Além de destacar e homenagear mulheres que, com o seu trabalho, contribuem para o desenvolvimento da sociedade em seus diversos setores, o projeto visa estimular jovens empreendedoras através do compartilhamento de conhecimento e experiências.

Desde que conheceu a iniciativa, Ana Paula Tongo, Presidente em exercício do Cindes Jovem-ES, não teve dúvidas da importância e necessidade de trazer esse projeto para o Estado.

E foi durante a I Semana do Jovem Empreendedor, evento organizado pelo Cindes Jovem-ES em março de 2009, que Ana Paula teve certeza de que não poderia mais esperar. Nesse evento, foi realizada uma palestra especialmente para o público feminino, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. O tema era “Como conciliar vida pessoal e profissional”.

A palestra foi a mais procurada e também a que contou com o maior número de participantes. Um auditório repleto de mulheres de todas as idades, ávidas por conhecer a experiência de outras mulheres e saber mais sobre empreendedorismo.

A Presidente Ana Paula saiu dessa palestra com a certeza de que era sim a hora de concretizar a primeira reunião do Ala Feminina no Espírito Santo.

Repense

Festival de Empreendedorismo

Um momento para empresários, empreendedores, profissionais, estudantes pararem para pensar sobre as transformações tecnológicas que estamos vivendo e como tê-las como aliadas.

Não Apenas Repensar

Um momento intenso, aliando ideias à prática, trazendo aprendizados e metodologias de execução modernas, testadas, pelas mãos de quem foi lá e fez.

Aprendizado

Conteúdo relevante, com facilitadores de nível nacional, com conhecimento comprovado.

Networking

Ambiente propício à troca de experiência e realização de contatos.

Prática

Oficinas práticas, dos mais diversos perfis, que alia conhecimento e prática.

O Repense foi concebido pensando a união de teoria e prática, considerando as
transformações que estamos vivendo. Nossa programação foi concebida considerando 3 momentos: Palestras, Workshops e Meetup.

Confira como foi o Repense 2019

Feirão do Imposto

Quanto menos impostos, melhor

O Cindes Jovem junto com a Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje) tem o compromisso de trabalhar em melhores condições para o crescimento do empreendedorismo no País, especialmente entre os jovens brasileiros. Para tanto, realiza todos os anos, no mês de setembro, o Feirão do Imposto, evento cuja principal ação se concentra no alerta à população da alta carga tributária brasileira sobre produtos e serviços. Em média, 100 cidades participam do evento, sendo cerca de 20 estados envolvidos a cada edição.

Além de orientar e alertar a população sobre a alta carga tributária que incide em diversos produtos e serviços que integram o dia a dia do brasileiro, o Feirão do Imposto atua na cobrança da aplicação efetiva e transparente dos tributos, a desoneração da educação e na coleta de assinaturas para o documento Assina Brasil, do Movimento Brasil Eficiente (MBE), que visa a simplificação tributária, eficiência e transparência dos gastos públicos.

Durante o Feirão são expostos produtos com e sem valor dos impostos, o sorteio do direito de comprar carros, apartamentos, motos e eletrodomésticos sem a incidência de tributos, venda de combustível, alimentos e outros produtos sem a cobrança de impostos, entre outras ações. Paralela à exposição, é realizada ainda intensa mobilização nas redes sociais, tentando envolver autoridades nacionais, personalidades públicas e demais representantes da sociedade para lutar pela simplificação tributária.

Resultados

A Conaje, os movimentos estaduais e os parceiros na realização do Feirão do Imposto já conseguiram alcançar importantes resultados para reduzir a carga tributária brasileira, além de conscientizar, a cada ano, uma grande parcela da população. Entre os resultados estão a Lei 12.741 (Lei da Transparência), que instituiu a discriminação dos impostos nas notas e cupons fiscais, e a Lei 12.839, que estabeleceu a retirada de impostos federais que incidem em produtos da cesta básica.

Em agosto de 2014, também foi sancionada a Lei Complementar 147/1, que universaliza o acesso ao Simples Nacional ou Supersimples. A lei prevê a unificação do pagamento de oito tributos cobrados pela União, estados e municípios das micro e pequenas empresas. Conhecida também como Lei da Micro e Pequena Empresa, a medida foi apoiada desde o início pela Conaje, que participou das articulações desde o lançamento do projeto até a sanção da lei complementar.

Resultados Capixabas

Em 2016 o Cindes Jovem preparou 2 ações para o Feirão do Imposto, a primeira ação com lançamento no dia Nacional do Feirão do Imposto 21/05 (sábado), foi o vídeo pegadinha Caranguejo do Imposto, o vídeo mostra de forma humorada, como é chato receber menos do que esperamos. A outra ação aconteceu no dia 22/05 (domingo) e foi uma ação de rua, muita animada, com tenda personalizada, DJ, brindes, recolhimento de assinaturas na praia de Camburi, Vitória – ES. 

REDE

O que é a Rede Conaje?

Sabia que há uma forma de achar empresas do Movimento Jovem Empreendedor Capixaba e de outros estados de maneira fácil e interagir com elas? Sim, a Rede Conaje, uma rede das empresas dos membros que fazem parte de entidades jovens de todo o Brasil, empresários jovens que fazem a diferença todos os dias em seus estados para um Brasil mais empreendedor e justo.

Quero cadastrar minha empresa!

O cadastro é permitido para membros de entidades jovens de todo o Brasil, faça o cadastro através deste link, após isso, a curadoria da Rede Conaje entrará em contato com a sua entidade, garantido que a RC seja 100% de empresários ligados ao movimento jovem.

Ache a empresa ideal para seu negócio!

Negocie com empresas de diversos ramos, competentes, engajadas e 100% garantidas pela Conaje, acesse rede.conaje.com.br e faça agora mesmo a sua busca.